AAC




Historial

O Grupo Etnográfico da Serra do Caldeirão – Cortelha foi fundado a 26 de Julho de 2003, na aldeia da Cortelha, freguesia de Salir, concelho de Loulé.

O principal objectivo do grupo é dinamizar e promover os usos e costumes do interior algarvio. Para aprofundar o seu estudo aquando da criação efectuou um vasto trabalho de pesquisa e recolha junto das pessoas mais idosas da região, quer de letras e músicas, quer de trajes da zona serrana, que diferem daqueles do Algarve mais litoral.

Sendo este um grupo em que todos os pares representam várias profissões que ao longo do tempo foram o suporte económico desta zona rural, destaca-se entre os diversos ofícios o tirador de cortiça, a padeira, o moleiro, o ceifeiro, o pastor e a queijeira, sendo que todos eles trajam a rigor e fazem-se acompanhar de todos os utensílios que antigamente cada profissão utilizava, de referir ainda os lavradores abastados, os noivos e os montanheiros.

O Grupo Etnográfico da Serra do Caldeirão – Cortelha é constituído por cerca de 60 elementos, com idades compreendidas entre os 5 e os 75 anos, que procuram apresentar uma retrospectiva etnográfica representando as diversas actividades económicas que eram o sustento da região. As suas actuações são compostas essencialmente por Bailes de Roda, Corridinhos e Picadinhos.

Empenhado em divulgar as tradições e o nome do Algarve, o grupo é filiado na Fundação INATEL tendo participado em vários festivais de folclore nacionais, mas também internacionais, de realçar, entre muitas, a deslocação a França, a Espanha e à Hungria.


Voltar ao Menu






Este artigo Ú de AAC
  http://amigosdacortelha.pt/

O enderešo para este artigo Ú:
  http://amigosdacortelha.pt/index.php?name=ContentExpress&func=display&ceid=15