Motocross
Evento de Motocross na Cortelha

GrupoEtnografico
Grupo Etnográfico da Serra do Caldeirão

ManjaresSerranos

Manjares Serranos da Cortelha


FestivalFolclore
Festival de Folclore da Cortelha

BTT
Passeio de BTT

Pedestre
Passeio Pedestre

Bem vindo ao site da Associação dos Amigos da Cortelha

Quinta, 23 de Março de 2017

Sábado, 01 de Maio de 2010
Versão de Impressão | Enviar este artigo a um amigo

Luís Correia venceu as duas mangas Elite disputadas na pista da Cortelha e com isso garantiu antecipadamente a conquista do respectivo título. O piloto ribatejano sagra-se assim campeão na categoria Elite pela segunda vez consecutiva, concretizando a proeza na penúltima jornada deste Campeonato Nacional de Motocross.


Aos 24 anos de idade, Luís Correia continua na rota dos êxitos. Este é já o sétimo título conquistado ao longo da sua carreira, pois entre 2003 e 2005 foi tri-campeão de 125, e em 2003 e 2004 triunfou igualmente na classe Sub’21. Seguiu-se um período de jejum quanto a êxitos globais, até que em 2009 o piloto da Moçarria ganhou o Campeonato Elite, hoje revalidado.

Conforme é tradição na pista algarvia, o 1 de Maio foi dia de Motocross na Cortelha, onde estiveram 32 pilotos Elite, 28 juniores e 12 concorrentes ao "Vintage", proporcionando um bom lote de corridas.

A primeira manga Elite foi bastante movimentada, pois o algarvio Henrique Venda andou na dianteira desde a segunda até à décima volta, quando foi ultrapassado por Luís Correia, em gradual progressão desde o 5.º posto que ocupava no início da prova. Depois, na segunda parte o ribatejano consolidou a liderança para vencer destacado. Também sozinhos chegavam os adversários seguintes – por esta ordem e na mesma volta do vencedor, Henrique Venda, Hugo Santos, Hugo Basaúla (sempre em 4.º desde a segunda volta), Nélson Silva e Paulo Alberto.

Na segunda manga Luís Correia confirmou a conquista do título com mais uma vitória – até ao momento, ele ganhou nove das dez mangas disputadas neste Campeonato. Agora, Correia foi o único comandante, enquanto Hugo Basaúla e Hugo Santos estiveram em despique e alternância na 2.ª posição, só arrebatada em definitivo por Basaúla na penúltima volta. Desta vez Henrique Venda rodou sempre no 4.º posto, terminando com larga vantagem sobre o perseguidor imediato, Nelson Silva.

Na classe MX2 Júnior continua invicto Ivo Fernandes, pois nesse Campeonato ganhou as seis mangas já disputadas. Na Cortelha liderou sempre, assim como Daniel Pinto também ocupou sistematicamente o 2.º posto.

Já Miguel Gaboleiro teve azar na primeira corrida, pois à oitava volta sofreu um furo no pneu traseiro, descendo do 3.º lugar que ocupava até ao 14.º na meta. Assim, o 3.º classificado foi Henrique Nogueira, seguido por Diogo ventura e Sandro Peixe. Quanto à segunda manga, Gaboleiro repôs a hierarquia habitual e sem contratempos foi mesmo 3.º, diante de Ventura, João Vivas e Nogueira.

Na Cortelha disputou-se também a jornada inaugural dos Troféu Vintage e Pós-Vintage (Motos antigas). Na manga inaugural Armindo Nascimento andou sempre à frente e venceu, enquanto Henrique Pita perdeu o 2.º posto a meio da corrida, quando foi ultrapassado por Luís Guerra e Júlio Sousa. Na restante corrida Nascimento voltou a dominar as operações, Pita desta vez foi mesmo 2.º, enquanto Guerra bateu Sousa no despique pelo 3.º lugar.

O Campeonato Elite de Motocross tem a sua jornada final no dia 23 de Maio, em Vila Boa de Quires.

*in FMP