Motocross
Evento de Motocross na Cortelha

GrupoEtnografico
Grupo Etnográfico da Serra do Caldeirão

ManjaresSerranos

Manjares Serranos da Cortelha


FestivalFolclore
Festival de Folclore da Cortelha

BTT
Passeio de BTT

Pedestre
Passeio Pedestre

Bem vindo ao site da Associação dos Amigos da Cortelha

Segunda, 23 de Outubro de 2017

Terça, 05 de Agosto de 2008
Versão de Impressão | Enviar este artigo a um amigo

Festival Folclore 2008A aldeia da Cortelha, no interior do concelho de Loulé, acolheu no primeiro fim-de-semana de Agosto o seu tradicional Festival de Folclore, onde marcaram presença vários grupos folclóricos que em muito abrilhantaram um festival onde se destacou a elevada qualidade do folclore apresentado em palco.

A Associação dos Amigos da Cortelha organizou, no dia 2 de Agosto, o seu habitual Festival de Folclore. Rumaram à típica aldeia da Cortelha, no interior da Serra do Caldeirão, grupos etnográficos originários dos quatros cantos do país, com um denominador comum, o excelente rigor etnográfico apresentado no palco do V Festival de Folclore da Serra do Caldeirão.

A noite, amena e convidativa, iniciou-se com o tradicional desfile dos grupos presentes, no qual ficou patente o carinho existente entre grupos e a grande consideração do muito público presente, que este ano voltou a superar todas as expectativas.

O Folclore, expressão máxima das tradições portuguesas, começou então com a prestação do Grupo Folclórico e Cultural da Boavista, originário do concelho de Portalegre e que veio divulgar os costumes e as tradições das gentes serranas de São Mamede. Este grupo, com mais de quarenta anos de existência, tem a sua base nas modas de saias, nas marcações em roda, coluna e quadrilha, para além dos balhos de saia e balhos de terreiro ou campaniços, e assim, com a simplicidade das suas danças, conquistou o muito público presente, que ovacionou no final da actuação.

Seguidamente subiu ao palco o Grupo Típico "O Cancioneiro de Castelo Branco", representando o rico e vasto espólio Etno-Folclórico de Castelo Branco. O seu folclore vivo e variado, que em ritmos quer em melodias, trouxe um brilho especial ao palco do V Festival de Folclore da Serra do Caldeirão, numa actuação que ficou marcada pelo empenho e pela paixão demonstrada por todos os elementos do grupo. Saiu de palco sob forte ovação depois de ter espalhado alegria pelo recinto.

De Lisboa veio o Grupo Etnográfico Danças e Cantares do Minho, fundado por minhotos residentes em Lisboa e que de forma muito honrosa divulgou a cultura e as tradições minhotas. Este grupo organiza o Festival de Folclore Cidade de Lisboa, onde marcará presença, em 2009, o Grupo Etnográfico da Serra do Caldeirão. Actualmente as suas actuações estendem-se muito além fronteiras e o espectáculo apresentado na Cortelha foi, como habitualmente, do agrado de todos os presentes.

Para completar um cartaz com representantes das mais distintas regiões do país, veio de Santarém o Grupo Folclórico de Abitureiras. Dançou as simples mas elegantes melodias do Povo do Bairro e destacou-se pela indumentária e pela simplicidade das suas danças. O seu espólio Etno-Folclórico representou sobremaneira os usos e costumes das gentes de Abitureiras, tendo deixado em palco o perfume e a arte de bem interpretar as tradições e costumes da região de Santarém.

Finalmente, subiu ao palco o tão esperado grupo anfitrião, o Grupo Etnográfico da Serra do Caldeirão. Para além da qualidade organizativa, patente em todos os pormenores deste Festival, a qualidade em palco foi a habitual, conquistando todos os presentes. A sua actuação trouxe à memória as tradições e as actividades, maioritariamente agrícolas, que eram o suporte económico desta região serrana e esta foi, sem dúvida, uma actuação honrosa, merecidamente aplaudida no final do Festival.

Este V Festival da Serra do Caldeirão foi mais uma vez a prova de que o folclore está bem vivo e que com actuações deste nível é impossível não conquistar o público. O folclore foi muito bem representado, para gáudio das muitas centenas de pessoas que passaram pelo acolhedor e bem decorado recinto. Bem receber e elevada qualidade organizativa foi mais uma vez o lema da Associação do Amigos da Cortelha.

O Festival de Folclore da Serra do Caldeirão foi uma organização da Associação dos Amigos da Cortelha, com o apoio da Câmara Municipal de Loulé, da Junta de Freguesia de Salir, da Região de Turismo do Algarve, do INATEL, da Escola Integrada de Salir e do Jornal Folclore.