Motocross
Evento de Motocross na Cortelha

GrupoEtnografico
Grupo Etnográfico da Serra do Caldeirão

ManjaresSerranos

Manjares Serranos da Cortelha


FestivalFolclore
Festival de Folclore da Cortelha

Pedestre
Passeio Pedestre

Bem vindo ao site da Associação dos Amigos da Cortelha

Terça, 27 de Fevereiro de 2024

Terça, 18 de Dezembro de 2007
Versão de Impressão | Enviar este artigo a um amigo

No passado dia 15 de Dezembro a aldeia da Cortelha inaugurou o seu presépio inserido na Festa dos Presépios nas Aldeias do Algarve, construído em cortiça no centro da aldeia. A cortiça é a principal fonte de rendimento e o ex-libris da Serra do Caldeirão. Este presépio tem nos últimos anos atraído à esta zona do Algarve milhares de turistas nacionais e estrangeiros divulgando assim as tradições de Natal do interior algarvio.

A Aldeia da Cortelha, situada em plena Serra do Caldeirão, assistiu no passado dia 15 de Dezembro à inauguração do Presépio, inserido na Festa dos Presépios nas Aldeias do Algarve, iniciativa promovida pela CCDR Algarve.

O objectivo desta iniciativa é estimular a população e a sua criatividade, utilizando produtos tradicionais de cada zona, foi neste contexto que a Aldeia da Cortelha voltou mais uma vez a construir um Presépio em Cortiça.

Para a construção do Presépio da Cortelha a população utilizou materiais oriundos da Serra do Caldeirão, sendo a cortiça o elemento fundamental, com a consequente carga sentimental a ela inerente. Sendo esta a principal fonte de rendimento dos habitantes da aldeia, a cortiça desempenha neste presépio algo muito mais importante do que simples matéria-prima: transporta a alma das gentes da Cortelha. Ainda neste âmbito de referir o excelente trabalho desenvolvido pelos artesãos locais na concepção e moldagem dos bustos das figuras do presépio. Entre os restantes materiais utilizados destaque para: a cana, serapilheira, madeira, musgo, flor de rosmaninho e de medronheiro, laranjas, esteva, linho, pedras de ribeira e a palha de centeio.

O presépio desta aldeia da freguesia de Salir, pretende espelhar o contexto global do significado do Natal, desde o caminho a percorrer pelos Reis Magos, até à cabana onde tradicionalmente se atribuí o nascimento de Jesus, passando pelo enquadramento do mesmo no meio rural. Assim, apresenta três fases distintas: o campo, o deserto e a cabana, enquadrados com as figuras que os caracterizam – os três Reis Magos, o camelo, o Pastor, as ovelhas, a Estrela de Natal, a Vaca, o Burro, a Virgem Maria, o São José, o Anjo e o Menino Jesus – mas também com a vida quotidiana da Serra do Caldeirão, com especial destaque para a apresentação de um moinho de vento e de um moinho de água, representando assim uma profissão que hoje já praticamente não existe – o Moleiro. Por ultimo de realçar as oferendas ao Menino Jesus, compostas por produtos tipicamente locais: mel, aguardente de medronho, amêndoas, alfarroba, entre outros.

De realçar a possibilidade dos visitantes poderem percorrer o caminho que outrora fora dos Reis Magos, até a cabana e o facto de todas as figuras serem em tamanho real.

Este Presépio da Aldeia da Cortelha estará exposto no Largo da Associação até 6 de Janeiro, sendo possível apreciar em qualquer horário a construção que ocupa cerca de 70m2 e que representa as tradições natalícias do interior do Concelho de Loulé.

Mais uma iniciativa da Associação dos Amigos da Cortelha, com o apoio da Câmara Municipal de Loulé e da Junta de Freguesia de Salir.

» Localidades Participantes na Festa dos Presépios nas Aldeias do Algarve 2007:
Alportel, Mesquita, Machados (S.Brás de Alportel), Alcantarilha, (Silves); Alferce, Monchique (Monchique); Ameixial, Cortelha, Penina, Tor (Loulé); Martim Longo, Vaqueiros (Alcoutim); Barão de São João, (Lagos); Cachopo, (Tavira); Estói, (Faro); Odeleite, (Castro Marim) e Paderne, (Albufeira)